sábado, setembro 22, 2007

Japonês ensina a Ramos-Horta a arte
da boa (?) governação e democracia

Não tenho dúvidas de que Timor-Leste está no bom caminho. Embora seja, na minha opinião, um caminho sem saída. É uma estrada larga, bem asfaltada mas que não leva a lado algum. Fiquei (mais) esclarecido quando hoje se ficou a saber que o presidente do país, José Ramos-Horta, nomeou o japonês Sukehiro Hasegawa, chefe de duas missões internacionais no país, seu consultor especial para a Boa Governação e Democracia.

«Sukehiro Hasegawa é um reconhecido especialista em matérias de governação e desenvolvimento, com 30 anos de serviço na ONU, durante os quais trabalhou num grande número de países em desenvolvimento», afirmou Ramos-Horta sem, contudo, esclarecer se a “boa governação e democracia” se fará em inglês ou em bahasa, já que em português não me parece.

E o presidente, ex-primeiro-ministro, sabe do que fala. Aliás, para escolher um japonês para consultor especial para a Boa Governação e Democracia é porque no universo lusófono não havia quem chegasse aos calcanhares de Sukehiro Hasegawa.

O presidente timorense também justificou a nomeação de Hasegawa por se tratar de «uma pessoa muito empenhada no bem-estar do povo de Timor Leste». Obviamente que sim e certamente mais do que qualquer outro lusófono.

Sukehiro Hasegawa chefiou duas missões sucessivas entre 2002 e 2006, a Administração Transitória das Nações Unidas em Timor Leste (UNTAET) e a Missão Integrada da ONU em Timor (UNOTIL) como representante especial do secretário-geral da organização e coordenador residente.

Recorde-se que o Presidente da República timorense fez parte do seu discurso de tomada de posse no Parlamento Nacional, a 20 de Maio, em bahasa, para gáudio dos jornalistas indonésios presentes na cerimónia, admitindo-se que para a próxima o fará em japonês, e em breve em mandarim…

3 comentários:

Anónimo disse...

Triste tristeza!
O poder , está provado, é corruptor por si mesmo!
Que mais se poderá acrescentar?!

São

Carlos Serra disse...

Recebi um email com a referência do seu blogue. Muito obrigado!

José Martins disse...

Esse guy tem sabido viver... E de que maneira!
P.S. Mas como é? Os de costela judaica passaram a marrano?