quarta-feira, Março 07, 2007

Estarão os membros do Governo de Sócrates
também sujeitos a avaliação de desempenho?

Os funcionários públicos que tenham uma avaliação de desempenho negativa durante 2 anos consecutivos vão ser alvo de um processo disciplinar que, por seu turno, poderá resultar no despedimento, disse hoje o secretário de Estado da Administração Pública. Nesta matéria gostava que os membros do Governo também estivessem enquadrados pela mesma avaliação. Seria o bom e bonito…

João Figueiredo afirmou que se um funcionário público tiver em dois anos consecutivos uma avaliação negativa vai abrir-se um processo disciplinar, para se apurar se os deveres profissionais foram violados. Caso se confirme que houve "violação reiterada e culposa dos deveres profissionais, procede-se à cessação do vínculo".

Nesta matéria gostava que os membros do Governo também estivessem enquadrados pela mesma avaliação. Seria o bom e bonito…

"A cessação resulta do processo disciplinar e não da avaliação de desempenho", clarificou João Figueiredo. A avaliação de desempenho é feita pelos superiores hierárquicos, depois harmonizada por um conselho coordenador de avaliação que existe nos serviços e que garante a imparcialidade e justiça.

Nesta matéria gostava que os membros do Governo também estivessem enquadrados pela mesma avaliação. Seria o bom e bonito…

1 comentário:

ELCAlmeida disse...

Meu caro é claro que estão. Um noticiário televisivo afirmou que só vão ser notados os requisitados, ou cooptados, ou... ou como os que estão em sectores como o Governo, Parlamento, ou como o Director das Finanças.
Logo são estes que vão ser notados.
Por isso tenho de ser frontalmente contra esta lei.
Já viu o que acontec eria? teríamos de mudar de Ministros e Secretários de Estado de dois em dois anos?
Não há país que aguente tanta Justiça...
Kandandu
EA