terça-feira, dezembro 01, 2009

Cá por mim o melhor é cantar e rir

A taxa média de desemprego na zona euro é de 9,8%, segundo o Eurostat. Portugal é o quarto país da zona euro (10,2%) e o sétimo da União Europeia com a mais elevada taxa de desemprego.

É preciso ter azar. Com mais um pouco de esforço Portugal até poderia estar no pódio...

O Eurostat divulgou hoje as estatísticas do desemprego na União Europeia em Outubro passado. Mais valia que estivesse quieto, desde logo revelar dados destes no dia em que entra em vigor o Tratado de Lisboa é, no mínimo, de mau gosto.

De acordo com aquele instituto europeu de estatística, a taxa de desemprego na zona euro subiu de 9,7% para 9,8% em relação ao mês anterior. Na União Europeia a 27 a taxa de desemprego é de 9,3% (9,2% no mês anterior).

O Eurostat estima que o número de desempregados na zona euro no fim de Outubro fosse de 15,57 milhões e na UE-27 de 22,51 milhões.

Em relação a Setembro de 2009, o número de desempregados aumentou 258.000 na UE e 134.000 na zona euro. Em comparação com Outubro de 2008, o desemprego aumentou em 5 milhões na UE e em 3,149 na zona euro.

Na zona euro os países com mais elevada taxa de desemprego são a Espanha (19,3%), a Irlanda, a Eslováquia e depois Portugal.

Na União Europeia, o país com mais elevada taxa de desemprego é a Letónia (20,9%) e Portugal o sétimo, depois de Espanha, Lituânia, Estónia, Irlanda e Eslováquia.

Assim, em Portugal o desemprego atingiu um valor recorde nos últimos 30 anos e regista já mais de 700 mil cidadãos que estão sem emprego. Nada mal.

2 comentários:

Fada do bosque disse...

Orlando, sabe como é... eles com o Tratado de Lisboa, não fazem senão pôr o deles ao "fresco", bem arrecadado, e depois as massas, como nos chamam a nós os pobres, que se lixem!
Viu no que deu a crise de 1929? passados 10 anos, guerra mundial. Só que desta vez, os recursos já não são nem 1/3 e a população aumentou assustadoramente, o consumo também. - "é dar a consumir, que no fim guardamos para nós e para quem nos possa ainda pagar, uma minoria de ricos e o resto que se amanhe, que como vão as coisas..." pensaram eles. Roubam-nos descaradamente, gastam constantemente dinheiro em bens pessoais de luxo, fazem viagens, cimeiras a torto e direito e governar? Viu o governo e parlamento mexer uma palha desde a pré campanha para as europeias? Num ano e desde Outubro de 2008 a Outubro de 2009 gastaram por dia em serviços 2,22 milhões de euros! 803.000.000.00 num ano! e riem-se de nós.Num País desta envergadura, não há para os desempregados... eles gastam-no bem!
Viu o Durãozinho que veio a correr da China para a cerimónia do maldito tratado? Isso diz muito! Já não interssa se é ditadura ou não, os masters apenas se preocupam com dinheiro, que já foi açambarcado e com os recursos que estão a acabar de açambarcar. De certeza que os pipelines do maldito PPS já entraram em território chinês. Nem duvide também que quando começarem as manifs ou revoltas, o modelo chinês irá ser o usado pelas "Elites" da merda europeias!
Depois dizem-me para ser optimista!
Basta ter dois dedos de testa e uma filha, para não conseguir ser optimista. É que a procissão não vai no adro... ainda não saiu foi da igreja!

Fada do bosque disse...

Quem gastou foi o organismo Estado, com o nosso Presidente incluido, claro!... aliás todos os órgãos de soberania.