quinta-feira, outubro 29, 2009

Vara de face (pouco) oculta

Singela homenagem do Alto Hama a Armando Vara que chegou a administrador da Caixa Geral de Depósitos por face nada oculta da política e que, tempos depois, passou para o mesmo cargo no BCP.

É obra... e tudo começou como funcionário da CGD em Vinhais (Bragança). Há 14 anos chega ao Governo do reino como secretário de Estado de Administração Interna. Tempos depois, em 2000, já era ministro adjunto do primeiro-ministro.

De salto em salto (à vara) cria a Fundação para a Prevenção e Segurança, entidade que embora fosse privada trata das campanhas de prevenção rodoviária para o Estado.

Há oito anos coordena as eleições autárquicas no PS. O resultado é desastroso - tanto que Guterres se demite de líder do PS e de chefe do Governo.

Em 2006, o PS volta a ser dono do país e Armando bate o recorde no salto à vara ao ser nomeado administrador da CGD. Tempos depois novo recorde: paassa para o Millenniu bcp e duplicou o ordenado.

Não faltaram críticas de “face oculta”, mas José Sócrates rotulou-as de "inveja social".

3 comentários:

Gil Gonçalves disse...

Este Varo é o mesmo que perdeu três águias (cada uma símbolo de uma legião) com as respectivas legiões (vinte mil homens) nos bosques de Teutoburgo, na Germânia. Ao saber da notícia, Augusto exclamava: Varo, Varo dá-me de volta as minhas águias! Devolve-me as minhas legiões!

Fada do bosque disse...

Mais um imbróglio, para fazer esquecer o rol de casos que realmente interessam serem desvendados e resolvidos... mais uns tempinho e a coisa passa!
Mas porque é que ninguém fela, das buscas à REFER, REN, EDP?!
Porque é fita! É para inglês ver...
Não se passa nada.
Este País é uma vergonha. Querem é nomes e um pescoço para pôr no cepo e o resto, caldinhos de galinha para os verdadeiros corruptos! Políticos de topo e em espiral por aí abaixo até às bases.
IMPRESSIONANTE!!!

Fada do bosque disse...

Quanto ao salto à vara é já característico dos nossos políticos/empresários e então o Coelho da Mota Engil, O Victor Constâncio, etc, etc. etc, salta tudo à vara...
Todos uns santinhos que provocam inveja social.
Este País precisava de arder, para renascer das cinzas... não vejo outra opção... Nunca mais se endireita!