terça-feira, agosto 25, 2009

Posso, com vossa licença, rir-me?

Um fotógrafo do "Jornal do Burkina Faso", que se publica em Ouagadougou, foi hoje abalroado pelo carro no qual Thomas Zerbo abandonava o tribunal (sim, lá também os há!) onde decorreu o julgamento que o opõe a Noëlie Chevrier, não tendo depois o seu motorista respeitado uma ordem da Polícia (sim, lá também os há!) para parar.

O fotógrafo, Saye Sankara, acompanhava a saída da ex-companheira de Thomas Zerbo, pela rua estreita onde se encontra o Tribunal de Ouagadougou, quando o carro de Zerbo (conduzido pelo seu motorista, que é também arguido num dos processos em julgamento) passou a grande velocidade.

O repórter ficou comprimido entre o veículo de Thomas Zerbo e outro carro que estava ali estacionado, embatendo no espelho retrovisor e acabando mesmo por cair.

Um polícia que escoltava Noëlie Chevrier assistiu ao acidente e ordenou ao condutor do carro que parasse, mas o motorista não obedeceu.

Entretanto, como mandam as regras, o director do "Jornal do Burkina Faso" exigiu já um pedido de desculpas que, tudo leva a crer, será apresentado por Thomas Zerbo, com a promessa complementar da colocação de alguns anúncios.

Também o Sindicato dos Jornalistas do Burkina Faso exigiu um pedido expresso de desculpas, de modo a que tudo fique na santa paz de Deus. E assim será.

Esta não é uma história do Burkina Faso mas, como a outra, de uma qualquer república das bananas.

1 comentário:

Fada do bosque disse...

Ai Orlando...ahahahahahahaha
O homem ficou espremido ahahahahaha
Sumo de nabo?! que horror!ahahahahah
Mariquinhas pé de salsa. Mas os desgraçados, do Burkina Faso têm falta de notícias, para emitir na República das bananas, toca de inventar uma paspalhice anedótica!...
ahahahahahahahahahaha
Também me parto a rir.ahahahahaha
Quem diria que há uns anos atrás era o meu jornal preferido! É uma forma de poupar uns euritos, (já não sei quanto custa) diários ahahahahahaha