quarta-feira, agosto 12, 2009

Sarkozy e Carla terão filho em Portugal

Nicolas Sarkozy e Carla Bruni estão a planear ter um bebé em 2011. Quem o diz é a revista francesa "Voici" , que cita "fontes do Parlamento" francês próximas do casal.

Ao que parece, Sarkozy e Carla pensam vir viver para Portugal e, dessa forma, beneficiar da proposta do PS de “dar” 200 euros em conta poupança por cada nascimento, como estratégia para incentivar a natalidade.

De acordo com a revista semanal, "o casal presidencial escolheu essa data para garantir a simpatia pública a Sarkozy durante a campanha eleitoral de 2012". Dizem as fontes do Parlamento que "o rumor sobre esta estratégia corre há várias semanas".

É claro que, admitindo que poderá nem sequer participar nas eleições de 2012, Sarkozy consultou o seu quase amigo José Sócrates e pondera abraçar as ocidentais prais lusitanas, mesmo sabendo que esse montante só poderá ser mexido quando a criança completar os 18 anos.


Decisiva terá sido a constatação de que a conta do filho terá um juro idêntico ao das contas jovens, a prazo, actualmente existentes no mercado, o que é visto pelo casal Sarkozy e Carla como um bom incentivo à poupança e uma ajuda para o futuro da criança.

Carla Bruni, que completa 42 anos em Dezembro, não tem feito segredo sobre a vontade de engravidar. Numa entrevista realizada em 2008 chegou mesmo a dizer que tinha "pena de não estar ainda grávida". Mas quanto à data em que tal poderia acontecer, deixou em aberto: "É complicado para mim dizer quando será. É muito mais difícil engravidar aos 40 do que aos 25".

Já em Março deste ano, a primeira-dama francesa revelou que considerava partir para a adopção caso não conseguisse ter um filho biológico de Nicolas Sarkozy. No entanto, se mantiverem a opção lusa, terão de andar rápido. É que José Sócrates é useiro e vezeiro em prometer e depois não cumprir.

Contra a opção lusitana está o facto de o Governo de Zapatero, em Espanha, também socialista, dar um subsídio de 2500 euros por cada nascimento.

Seja como for, no caso português, a Deco concluiu que 18 anos depois do nascimento o depósito a prazo de 200 euros renderá o dobro, ou seja, o jovem contará com pouco mais de 500 euros ao chegar aos 18 anos. Nada mau...

1 comentário:

Fada do bosque disse...

CANUDO!!! Tanto dinheiro!!
Será que nessa altura, ainda dará para pagar umas sapatilhas foleiras?!
ahahahahahahahaha

O Orlando realmente é um escritor fora de série! De um humor lancinante e verdadeiro!! ahahahahahahah esse texto está demais!
GOSTEI! Parabéns! :)
Apanhou aqui uma melga no seu blogue... tá tramado! :))