terça-feira, setembro 15, 2009

"Não nos podemos calar mesmo
que o resultado seja... a morte"

Frei João Domingos afirmou numa recente homilia, em Angola, que Jesus viveu ao lado do seu povo, encarnando todo o seu sofrimento e dor. E acrescentou que os nossos políticos e governantes só estão preocupados com os seus interesses, das suas famílias e dos seus mais próximos.

"Não nos podemos calar mesmo que nos custe a vida", disse Frei João Domingos, acrescentando "que muitos governantes que têm grandes carros, numerosas amantes, muita riqueza roubada ao povo, são aparentemente reluzentes mas estão podres por dentro".

Por tudo isso, chamou atenção dos angolanos para não se calarem, para "que continuem a falar e a denunciar as injustiças, para que este país seja diferente".

Tendo em conta a crise de valores em que o país se encontra, Frei João Domingos recomendou aos angolanos sem excepção para que pratiquem os valores que Jesus Cristo recomenda: solidariedade, justiça, amor, honestidade, dedicação ao outro, seriedade, paz, a vida, etc.

“O Povo sofre e passa fome. Os países valem pelas pessoas e não pelos diamantes, petróleo e outras riquezas”, disse também Frei João Domingos, numa pregação certamente só ouvida pelos peixes ou pelas welwitschia mirabilis.

2 comentários:

Fada do bosque disse...

A trizteza humana e a guerra existem, exactamente, por deixarem os Grandes Homens a pregar aos peixes... senão o Mundo, nunca estaria, como está... infelizmente.

Lobitanga disse...

"que muitos governantes que têm grandes carros, numerosas amantes, muita riqueza roubada ao povo, são aparentemente reluzentes mas estão podres por dentro".

Espere lá estes gajos não tiveram o que queriam?
E agora não têm a tão falada independência?
Que querem agora dependência dos brancos?
E anda vossa senhoria Castro aqui a jogar com um pau de dois bicos, e quem joga com pau de dois bicos, acaba por se lixar... lá e cá.