quinta-feira, julho 08, 2010

Rádio Clube em off e mais 36 na rua

O Rádio Clube (Portugal) vai deixar de emitir no domingo, anunciou hoje a administração do grupo Media Capital Rádio, explicando que o projecto é economicamente inviável e que a decisão implica o despedimento de 36 trabalhadores.

"Esta decisão tem por base a inviabilidade económica de um projecto tecnicamente complexo e dispendioso", alega a empresa em comunicado hoje divulgado.

E, como noutros casos mais ou menos recentes, a administração tem sempre razão. Desde logo porque é muito mais fácil, barato e dá milhões... alinhar na produção de enlatados.

Segundo refere a empresa, o grupo vai manter, para já, a frequência onde emite o Rádio Clube, passando a emitir um novo formato composto por três noticiários curtos todos os dias e, no restante tempo, emissão de música dos anos 60 e 70.

Já agora, se calhar seria oportuno adoptar como hino do Rádio Clube a velha canção do António Mourão: Ó tempo volta para trás...

A unidade de rádio do grupo Media Capital apresentou, no primeiro trimestre deste ano, um prejuízo superior a 1 milhão de euros, o que representa uma redução de 17 por cento face ao mesmo período do ano passado.

De acordo com os seus resultados, o grupo arrecadou nesses três meses receitas de 2,6 milhões de euros (mais 5 por cento que no primeiro trimestre de 2009), tendo os custos diminuído 2 por cento, para 3 milhões.

Na altura, a empresa adiantou que as suas rádios obtiveram o melhor share conjunto de audiência (24,6 por cento) desde 2006 e disse que “o processo de optimização de redes de emissão entre o Rádio Clube e a M80” estava a decorrer “de forma bastante positiva”, esperando que tal se continuasse a repercutir “de forma materialmente favorável nas audiências e proveitos de publicidade”.

O Rádio Clube registou, no primeiro trimestre deste ano, uma Audiência Acumulada de Véspera (número ou percentagem de indivíduos que escutaram uma estação, no período de um dia, independentemente do tempo despendido) de 0,7 por cento, segundo o estudo Bareme Rádio, da Marktest.

De acordo com a mesma análise, o Rádio Clube apresentou ainda um share de audiência (percentagem de tempo despendido na escuta de uma estação, relativamente ao tempo total de audição) de 0,9 por cento.

Além do Rádio Clube, a Media Capital detém ainda a Comercial, a Cidade FM, a M80 e a Romântica FM.

2 comentários:

Fada do Bosque disse...

O QUÊ A minha Rádio Favorita?!
a Rádio da Liberdade onde Joaquim Furtado, leu o 1º comunicado do MFA, a nossa Rádio Comercial do Pretérito Mais que Perfeito e do Rui Morrisson, do Som da Frente e do António Sérgio, do Passageiro da Noite e do Candido Mota.
Ao mesmo tempo que nos tiram tanto do nosso passado, tiram o pão a mais 36 homens e mulheres.
A partir de Domingo estamos todos (ainda) mais pobres.
Só me apetece chorar!!!! tinha o programa licença para pensar e Amnistia Internacional, além de muitos outros que ouvia diáriamente!!! Não quero acreditar... só me apetece chorar. :))

Fada do Bosque disse...

:(( era para ser o inverso do smile, era para ser o choro... por isso todos os convidados davam tantos elogios... eu não estava a perceber... muito estranho quando o Aurélio Gomes disse que iria difundir as melhores músicas antes de partir para outra freguesia...
Ficamos ás cegas...
À TSF, estou constantemente no fb, a deixar a pergunta se passou a linha branca. :((
O Sistema a funcionar...