domingo, maio 25, 2008

Só se é criminoso quando se deixa o poder?

A Federação Internacional dos Direitos Humanos (FIDH) congratulou-se hoje com a detenção, na Bélgica, do ex-vice-presidente da República Democrática do Congo (RDCongo), Jean-Pierre Bemba, considerando tratar-se do "fim de um longo combate".

Inocentemente, pergunto se tanto a FIDH como o próprio Tribunal Penal Internacional limitam a sua esfera de actuação aos criminosos quando estes deixam de estar no poder ou se, por acaso, também a aplicam aos que estão no poder.

É que, para mim, criminoso é criminoso quer seja ex-presidente ou actual presidente. No entanto, para quem lidera os areópagos da política internacional, só é criminoso quem já não estiver a decidir para onde vai o petróleo ou os diamantes.

Bemba foi detido ontem, em Bruxelas, na sequência de um mandado de prisão emitido, sexta-feira, pelo Tribunal Penal Internacional (TPI). Curiosamente, ou talvez não, não foi emitido enquanto se encontrava-se em Portugal.

Segundo a FIDH, a detenção de Jean-Pierre Bemba constitui "um sinal forte contra a impunidade". Sinal quê? Contra o quê? Muito se devem estar a rir, entre outros, José Eduardo dos Santos, Robert Mugabe e Joseph Kabila.

Bemba, principal rival político do Presidente da RDCongo, Joseph Kabila, foi um dos quatro vice-presidentes daquele país durante o período de transição (2003-2006).

É claro que, nessa altura, nem o TPI nem a FIDH actuaram. Pudera!

4 comentários:

mafegos disse...

Infelizmente foi sempre assim,o Mobutu enquanto pode dar dinheiro aos partidos socialistas europeus,inclusive a mon ami Soares,era visita lá de casa,mas depois da queda já ninguém o conhecia.

septuagenário disse...

Mas como é possível distinguir tão facilmente, os bons dos maus, quando para os europeus, todos os negros parecem iguais?

Não poderá acontecer que que vão dentro os bons e ficam de fora os maus?

Os africanos estão entregues à bicharada, com a ajuda dos civilizadíssimos europeus, que estes últimos 40 anos teem olhado por eles.

ELCAlmeida disse...

Aceitam-se aposta de quem está por detrás desta detenção.
Uma ajudazinha; até sexta-feira passada toda a gente, incluindo um Comissário Europeu o contactou e falou com ele como líder...
Kandandu
Eugénio Almeida

MV disse...

Pois...os tempos modernos estao a provar muita coisa, e entre elas a imensa paisagem dos que fingem nao ver, e os que afirmam ver, mas fingem iludir a dor de um povo. Haile Marian foi condenado esta semana, o processo de Taylor continua sem noticias, Muluzi foi a cadeia, os democractas de fachada ainda se passeiam, mas matam povos na Africa do norte ao cabo, ... E caso para perguntar ate aonde vamos.


Matam, calam, e depois de estar fraco um suposto poder vem prender!


Mvieira
Rio de Janeiro